Categorias
eduon-blog Tecnologia

4 formas de otimizar a partilha de PCs

Otimizar os nossos PCs

Dada a presente situação do ensino à distancia (E@D), esta questão de maximizar e otimizar as potencialidades dos nossos computadores torna-se ainda mais relevante. Vamos começar pelo princípio, é necessário garantir que o computador que usamos tem o sistema operativo (Windows, Linux ou MAC) atualizado e backups. No mesmo sentido o antivírus e as aplicações (Windows, Mac ou Linux) que usamos também devem estar atualizadas. Há mecanismos nos sistemas operativos que tornam estas tarefas automáticas e devem estar ativos.

  • Contas únicas por utilizador
  • Sistemas Operativos portáteis (persistentes)
  • Computadores virtuais
  • Mini PC e Stick PC

Contas únicas por utilizador: na partilha computadores com outras pessoas é usual que alguém possa apagar ou editar ficheiros criados por nós, isto porque não há segregação (separação) das áreas de trabalho e aplicacionais. Para mitigar estas limitações devemos criar uma conta por cada utilizador, de forma a que o acesso a dados e aplicações seja restrito, e logo a integridade do nosso sistema seja salvaguardada.

  • O administrador do sistema deve instalar as aplicações necessárias para todos os utilizadores;
  • Eventuais erros no sistema operativo afetam todos os utilizadores;
  • Cada utilizador pode usar as suas contas de cloud (por ex. Google e Microsoft) de forma independente;
  • O processo é simples de implementar, ver vídeo seguinte,
Win10 Gestão de Utilizadores

Sistemas Operativos portáteis (persistentes): esta solução permite ter um sistema operativo numa simples e barata pen usb que guarda as alterações realizadas (persistência). Quando ligamos um computador podemos escolher arrancar dessa pen usb (normalmente F10, F2, F12, F1, ou DEL), por contraste ao disco rígido (arranque tradicional) e assim podemos ter um novo sistema operativo a funcionar.

win usb os pic
  • Sistemas por natureza muito “leves”, não precisam de usar muitos recursos computacionais (ex. Linuxlite, Porteus, Slax);
  • O sistema precisa de pelo menos 8 Gb de Pen usb, mas recomendamos 32 Gb ou 64 Gb para maior versatilidade;
  • É necessário, no mínimo, portos USB 2.0 (480Mbps) mas o ideal são USB 3.0 (4.8 Gbps). O uso de USB 3.0 tanto na Pen como no PC tem uma boa performance;
  • Este sistema USB pode ser cifrado e usar palavras chaves para invalidar o acesso à informação do disco em caso de perda;
  • Este sistemas permitem a independência total dos utilizadores.

Computadores virtuais: a partir de uma plataforma aplicacional, denominada hipervisor, podemos literalmente dividir os recursos de um PC como memória, CPU, disco, etc, e criar computadores virtuais. Hipervisores como o Oracle VirtualBox podem ser usados, sem custos, e permitem uma flexibilidade na criação de novos computadores e aplicações impressionantes.

VM stack pic
Máquinas Virtuais stack
  • Sistemas que são independentes do sistema PC onde operam. Tem identidade própria e a maior parte deste computador virtual é escrito num ficheiro;
  • O hipervisor gere o ciclo de vida dos computadores virtuais e garante o respetivo isolamento ao nível do hardware, kernel, sistema operativo e aplicacional;
  • O hipervisor permite por ex. criar backups ou exportar o computador virtual para outro PC que tenha outro hipervisor (portabilidade);
  • Há no mercado várias empresas com imagens prontas a serem lançadas nos hipervisores como por ex. a Bitnami;
  • Estes sistemas podem também ser cifrados e usar palavras chaves para invalidar o acesso à informação do PC virtual.
  • Há outros sistemas de virtualização (processos) mais flexíveis chamados contentores “containers” mas estão fora deste âmbito, devido à complexidade conceptual que envolvem.

Mini PC e Stick PC: estes equipamentos são muito versáteis devido ao seu reduzido tamanho e performance. Têm formatos do tipo Pen mas comportam todo o hardware para correr um sistema operativo como o Windows ou Linux, basta liga-los a uma TV ou monitor, usar uma porta usb para ligar teclado e rato e já está… criamos mais um computador em nossa casa.

Compute Stick Setup
Compute Stick preview
  • há no mercado várias opções para este tipo de equipamentos, com diversos processadores Intel e diversas configurações de hardware.
  • o versatilidade e o baixo custo destes stick ou mini PCs pode facilmente permitir ter mais recursos em casa, por ex. usando uma TV como monitor, um teclado e rato wireless.
  • Tem um baixo consumo energético e performance impressionantes usando processadores intel.

Espero que tenham gostado do artigo e se tiverem qualquer dúvida usem os comentários ou posts no nosso blog ou Linkedin 🙂

Por JHil

founder @education-on.org

Deixe uma resposta